8

Colheita Abençoada


Colheita abençoada

Joey era uma criança com desenvolvimento aparentemente adequado até que, aos 11 anos, foi acometido da Síndrome do pânico.

Mostrava um medo profundo de lugares abertos e públicos e ficou quase um ano confinado ao quarto.

Após 11 meses de tentativas de tratamento, finalmente, um psiquiatra lhe receitou o remédio que apresentou efeito terapêutico adequado.

A causa desse distúrbio psíquico, disseram os médicos, fora uma disfunção de aprendizado não percebida, que acabara por se refletir em sua área psicológica.

Com o controle da Síndrome do pânico os pais enfrentaram um novo desafio: encontrar uma escola especializada em disfunções de aprendizado.

No entanto, as escolas contactadas não o aceitavam, alegando que seus alunos possuíam apenas distúrbios educacionais e não emocionais e que não estavam preparadas para recebê-lo.

A mãe desejava matriculá-lo em uma escola que ficava perto de sua casa e que desfrutava de excelente reputação. Mas a matrícula foi várias vezes negada.

Certa noite, a mãe compareceu a uma festa de caridade. Sentou-se ao lado de uma mulher chamada Bárbara, que ela conhecia vagamente.

Repentinamente, sem saber como, a genitora do garoto se viu abrindo o coração àquela senhora, sobre as dificuldades em matricular seu filho.

Ao final da narrativa, Bárbara, emocionada, disse-lhe, para sua surpresa, que era vizinha do fundador e diretor da escola desejada, além de contribuir para a mesma. Prometeu-lhe ajuda.

Através de sua influência, Joey foi finalmente aceito para o ano seguinte e, durante o tempo que lá estudou teve excelente aproveitamento, figurando, pela primeira vez na vida, entre os melhores alunos.

Um ano após aquele encontro, o marido de Bárbara faleceu.

A mãe de Joey compareceu ao funeral e, ao ver uma mulher ao lado da viúva, indagou sua identidade a uma pessoa. Era a filha de Bárbara. Neste momento a emoção foi imensa. Sua memória voltou 25 anos no tempo.

Lembrou-se de sua viagem de formatura de segundo grau. Ela se oferecera para dividir o quarto com uma aluna que entrara em sua turma naquele ano. Chamada de retardada pelas colegas a caloura sofria forte preconceito.

Seus olhos se encheram de lágrimas: 25 anos antes ela ajudara voluntariamente a filha de Bárbara e, há um ano, sem nada saber, esta ajudara seu filho!

* * *

Talvez nossa mente ainda não tenha a capacidade de reter todas as lembranças vivas no que chamamos de memória, mas, felizmente, a memória Divina é infalível.

Quando fazemos o bem sem interesse oculto, o feito não passa despercebido.

A Lei de Causa e Efeito jamais falha, mesmo que muito tempo se passe, pois o tempo nada significa na imensa jornada que nosso Espírito empreende em busca de sua evolução.

Todo o bem que fazemos a outrem é como semente que plantamos e cujos frutos, cedo ou tarde, haveremos de colher.

Pensemos nisto!

Redação do Momento Espírita com base no artigo intitulado A semeadura, de José Ferraz, publicado na revista Presença Espírita de novembro/dezembro de 2009, ed. Leal. Em 14.04.2010.

Comentários
8 Comentários

8 Comentários:

Cris disse...

Esta mensagem eu ouvi hoje bem cedinho na rádio Ouro Verde (www.ouroverdefm.com.br), todos os dias às 7:00hrs e 19:00hrs tem o Momento Espírita.
E esta mensagem de hoje mexeu muito comigo que chegou a encher meus olhos de lágrimas..
Trata-se de que, realmente vale a pena fazer o bem, e não importa a quem!

Bélissimo texto! Para guardar no coração da gente!
Espero que gostem! Abraços da Cris!

Gina disse...

Lindo texto, Cris!
Cada vez me convenço mais que se deve sempre fazer o bem. Por várias vezes encontrei pessoas em uma situação qualquer e tive a oportunidade de revê-la ou precisar dela sem saber quem era. Essas "coincidências" acontecem de fato.
Bjs.

lucidreira disse...

Realmente é belissima e contudente, como dizia o "homem" fazer o bem sem olhar a quem.

Cris disse...

Gina e Lu Cidreira!
Bem verdade meus amigos, digo o mesmo!
Abraços fraternos!

Cris

Silmara F. disse...

Olá, amiga, passei pra te deixar um abraço.
E te desejar uma excelente semana.
Bjs e sucesso.

Postar um comentário

Obrigada por comentar em meu blog!
Muito bom saber, que você passou por aqui e deixou um recadinho para mim!

Obrigada e volte sempre!

BjOoOs da Cris ๑•ิ.•ั๑

Related Posts with Thumbnails